domingo, 11 de março de 2012

40 semanas e 1 dia

Parece que foi ontem que escrevi o ultimo post, mas a verdade é que foi à uma semana a trás...
Como o tempo passa a correr!!!
Cada dia que passa, fico mais nervosa, pois não vejo o dia de ter a bebé. Ultimamente tenho-me deitado depois das 2h, começo a pesquisar e pesquisar historias sobre o parto. Tenho tanto medo... Não é medo das dores, é medo de não saber o que me poderá ou não acontecer. Fico nervosa só de pensar que posso ficar na maternidade horas e horas à espera que a bebé nasça, enquanto faço a dilatação toda (caso isso aconteça e não tenha que recorrer à cesariana). Para mim a ansiedade "mata-me", o sistema nervoso dá logo sinal de alerta e o corpo começa logo a reagir (com dores por todo o lado)...
O rolhao mucoso está a sair, as contracções são irregulares (embora seja algo que se aguente bem) e os dias cada vez passam mais depressa. É impressionante como sinto a barriga a puxar cada vez que tenho uma contracção... fica TAO, mas TAO dura... e a bexiga começa logo a doer...
Só queria acordar e já ter a bebe nos meus braços... esta espera deixa-me insegura, "passada"...
Dia 13 tenho consulta (se lá chegar) e o medico disse que se a bebé não tiver nascido, então o parto será planeado... Vamos ver o que acontece!!!
Vou é tentar dormir, pois preciso de recarregar baterias, pois nunca sei quando chegará a altura em que mais vou precisar dela...

Um resto de um bom fim de semana ;)

domingo, 4 de março de 2012

39 semanas e 1 dia

A medica bem dizia que o tempo agora parecia que ia demorar, mas para mim os dias passavam a correr, nem quis ligar, contrariando...
Mas agora, começo a dar razão em certa parte. Não são os dias que estão a demorar a passar, mas sim a fase final da gravidez, a evolução.
Cada vez que vou a uma consulta na maternidade, fico a pensar se será desta que ficarei lá. As malas estão prontas, por isso eu também estou pronta para ficar a qualquer momento lá.
Mas ainda só tenho um dedo (completo) de dilatação, o que é mais angustiante, pois tanto posso dilatar mais, tão depressa como pode demorar dias...
O corpo já está cansado, os membros superiores e inferiores também já estão muito inchados. Quanto ao sono, nem se fala...
Começo a chegar a um ponto que não me apetece nada, tal é a ansiedade e angustia ao mesmo tempo.
Ainda por cima sofro por antecipação e ansiedade(duas coisas que não são nada boas) daí parecer que já me aparecem sintomas indesejáveis (é tudo psicológico)...
Terça-feira já tenho outra consulta e sinceramente espero que tenha evoluído mais um bocado senão não sei quanto mais tempo aguento esta espera :S

domingo, 26 de fevereiro de 2012

38 semanas de gravidez

O tempo passou tão depressa que nem dei por metade dele.

O dia tão esperado está quase quase a chegar e eu sinto um medo tão grande que acho que nem sei como lidar com os sentimentos. São uma mistura deles....

Não tenho medo das dores, tenho medo pelo facto de não saber para onde vou, o que me espera, o que me vai ou não acontecer. É a minha primeira gravidez, o que torna ainda mais "medroso".

Cheguei a esta fase em que me sinto tão cansada devido à mudança do corpo, que me questiono como vou ter forças para o parto, se agora tenho alturas em que mal consigo andar!!??

A bebé pode nascer a qualquer altura e eu só desejo estar preparada e capaz se conseguir ultrapassar o próximo passo!! Vai-me valer, a força do meu marido (assim seja) e a vontade de querer ter a minha filha nos meus braços.

Estou ansiosa por poder toca-la, por poder ver como afinal é o rosto dela (passei a gravidez toda sem conseguir imaginar como será). Estou ansiosa por sentir o que é ser mãe e acima de tudo sentir que a minha filha precisa de mim e que eu sou o apoio incondicional dela.

Quero dar à minha filha aquilo que nunca tive (não falo de bens materiais), quero ouvi-la chamar-me mãe pela primeira vez, sentir o primeiro beijo no meu rosto, ouvi-la dizer "amo-te mãe"...

Mas até lá, tenho muito caminho a percorrer!!





(Ultimas fotos tiradas)

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Estou gravida de uma menina...
E eu toda babada, porque era mesmo o que queria :)))

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Gravida de 5 meses

Parece que foi ontem que soube que estava gravida...
À medida que os primeiros tempos iam passando, sentia a barriga a crescer um bocadinho mais. Apesar de ter ganho barriga desde o inicio, o crescimento ia sendo lento, mas crescia e por isso quase todas as semanas tirava uma fotografia para poder comparar o tamanho da barriga (manias ou não).
Desde os três meses que o tamanho da barriga aumentou drasticamente.
É tão linda a minha barriguinha. Está tão grande, tão redondinha.
É uma sensação tão boa quando sinto o bebe constantemente a mexer. Fico logo babada!!
Ele já sente muita coisa. Sente quando estou triste, quando estou deitada numa posição menos confortável, quando toco na barriga... é uma sensação única que mesmo que explique a alguém, só mesmo aquelas mães que passaram por isto, é que sabem do que realmente falo :)

Agora, mal posso olhar para o lado para ver as pessoas a comer. É que é automático, parece que sinto logo vontade de comer a mesma coisa. A minha sorte é que me sei controlar :)
Segunda já sei o sexo do bebé. Estou tão ansiosa e curiosa para saber o que é...
Eu sei que todos dizem que o que importa é que seja perfeitinho/a, mas quase todos nós temos sempre aquela tendência de dizer o que gostaríamos de ter.
Eu, sinceramente, gostava muito de ter uma menina (acho que sei lidar melhor com as meninas), mas tenho o pressentimento que é menino (o que será da mesma forma adorado).
Ando cheia de vontade de começar a comprar a roupinha para o devido sexo do bebé. Tem sido uma das coisas que me tenho controlado muito, pois meti na cabeça que só começava mesmo a comprar quando soubesse o sexo (apesar de já ter 4 pecinhas de roupa unisexo).
A ver vamos o que me vai sair na "rifa" :))
Depois deste Desabafo, resta-me desejar um bom fim de semana a todos :))

sábado, 1 de outubro de 2011

Esta é a novidade!!!

Muito interessante para mim embora pouco para outras, publico aqui na mesma :)
Sempre dizia que um dia que tivesse gravida não ia notar mesmo tendo sintomas de gravidez.

Ora vomitava (devido a uma gastrite que tive e que nunca ficou curada a 100%), ora sentia a minha barriga muito inchada, ora sentia dores no peito, ora o período andava irregular... Daí dizer que não iria descobrir quando tivesse gravida, só pelos sintomas.

Quando pensei em tentar engravidar, fui fazer exames para ver se estava tudo bem comigo. Foi-me detectado muitos cistos pequeninos.

Claro que quando fui fazer a eco deu-me vontade de chorar por saber que os tinha, mais ainda por saber que se ouvia dizer por aí que quem tinha cistos teria mais difículdade em engravidar.

Como tinha consulta marcada, fui à medica mostrar os exames. Ela sabia que já não tomava a pílula à algum tempo e por isso, aconselhou-me a tomar por mais 6 meses a pílula e depois via-se se os cistos tinham desaparecido. Só aí é que poderia pensar em engravidar.

Fiquei de "rastos" e chorei porque tinha que adiar ainda mais este meu sonho. Para muitas, 6 meses não é nada, mas para mim era uma eternidade.

Lembro-me da medica dizer:

- Soraia, tem muitos cistos, nem vale a pena tentar engravidar porque vai ser mesmo muito difícil.

Depois de ouvir isso, fiquei ainda mais em baixo.

A verdade é que apesar do meu estado e de ter levado a pílula para casa, decidi mesmo assim não tomar. Porque ao saber que tinha que tomar aquilo, era uma sacrifício muito grande para mim. Já que me ia custar, custava na mesma sem a tomar. Pensei "seja o que Deus quiser".

O meu companheiro sabia a minha razão e colaborou comigo.

Agi como se não tivesse cistos, fiz a ginástica necessária (sem ter que andar como muitas mulheres que contam os dias, o dia fértil e por aí fora. Pois acho que isso ainda é mais frustrante e requer mais pressão da parte dos dois. Por isso levei tudo na boa, embora soubesse que quanta mais ginástica melhor), não demorou mais de 3 meses e pumba... Gravida!!!

Andei duas semanas a sentir-me esquisita, mesmo desconfiada, preferi esperar e não dizer a ninguém. Depois só por cisma preferi fazer o teste de farmácia. Eram 6 da manha quando o fiz. Nem 1 minuto completo demorou, quando apareceu o positivo.

Sinceramente nem sabia se deveria rir ou chorar. Fiquei tão contente... Mas como desconfiada e pessimista por vezes, preferi repetir o teste. Não havia margem para duvidas de que estaria mesmo gravida. Fiquei TÃO FELIZ.

Nessa altura estava gravida cerca de 3 a 4 semanas, hoje estou gravida de 4 meses... O tempo passa a correr.

Vou aproveitando os dias da melhor forma e sempre ansiosa pelas próximas ecografias :)

E para partilhar a minha felicidade, aqui deixo algumas fotos para partilhar convosco!




Um resto de um bom fim de semana :)

(Num outro post meto fotos mais recente. Estou a ficar com uma barriguinha tttaaaaaooooo linda :))

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Novo ar

Bem, este blog está mesmo a precisar de levar outro visual...
Já cá nao venho à muito e confesso que por vezes tenho saudades de escrever, mas infelizmente a minha paciencia tem sido pouca :D
Mais logo volto aqui para novidades interessantes/desinteressantes!!

Até lá, tenham todos um booommmm diiiiaaa :))

terça-feira, 24 de maio de 2011

Carta de condução

Já vou no terceiro dia de aulas de condução, mas isto aqui nao é nada facil.
Estou a aprender os "principios gerais de trânsito e de segurança rodoviaria"
Sinceramente nao gosto muito deste tema, sao muitos sinais para decorar, muitas regras... Vamos ver como me saio :)

domingo, 15 de maio de 2011

sábado, 30 de abril de 2011

william and mother

Enquanto não se fala de outra coisa, a não ser de William e Kate, recordo antes, William e a mãe Diana, deixando aqui um vídeo com montagens da minha autoria :)


video


quinta-feira, 28 de abril de 2011

Não me disseste a mim, mas foste dizer que tens pena do que desperdiçaste...
E eu fico com orgulho por reconheceres que falhaste!

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Não sei porquê, mas tenho vontade de fechar este blog...
Sinto que aqui já dei o que tinha a dar :)

sábado, 23 de abril de 2011

Jurei à muito que numa altura destas iria ser forte, que não iria chorar, que iria suportar sozinha.
A verdade é que não sou tão forte como mostro, não sou tão forte como queria ser. Também sofro, choro muito.
Acreditei que a vida podia ser mais bela, mas sem nunca fugir da realidade, acreditei que podia ser feliz.
Hoje choro, amanha irei cair, mas mais tarde levantar-me-ei sozinha.
Sofrerei sozinha, mas apesar de às vezes ter vontade de desistir da vida, sei que serei capaz de seguir em frente, custe o que custar.
Vou chorar as vezes que tiver que chorar porque assim faz-me soltar a revolta, vou querer desabafar com alguém, mas continuarei a guardar os desabafos, serão sempre mudos.

Não era isto que queria para mim, para a minha vida, para o meu futuro, mas a vida tem destes contratempos.
Talvez um dia seja feliz e faça alguém feliz!

(tomara a mim que isto fosse apenas um texto, apenas um momento, mas sei que amanha vou acordar, e estará tudo na mesma e provavelmente irei escrever mais parvoíces)

Ivete Sangalo - Quando A Chuva Passar

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Mais um desafio... mais um video :)

video

Desafio-vos a escolherem uma musica, que possa ser construido com montagens minhas.
Esse video tem de ser dedicado a alguem. O video que escolherem, terá de ser colocado no vosso blog, metendo o nome a quem o dedicarem :)

segunda-feira, 18 de abril de 2011

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Agora que já mudei o aspecto do blog, vou é dar um mergulho na piscina. Tenho que aproveitar este tempo maravilhoso que está aqui no sul (e sei que também está no norte). Espero assim ganhar um bocadinho mais de côr, dado ao facto de ser branquinha :D

Boa semana :)

(espero que o aspecto esteja melhor, melhor dizendo, as cores)

domingo, 10 de abril de 2011

Este blog vai ter de mudar de aspecto, ai vai vai! Quero cores coloridas, cores vivas, pois já estou farta de tanta escuridão :)) Só vim cá dar um saltinho, a próxima vez que cá vir, é para tratar do aspecto deste blogue! Tenham uma boa semana (que a minha vai ser maravilhosa)!!

sexta-feira, 8 de abril de 2011



Daqui a umas horitas já estou eu no Algarve!!

Espero apanhar um tempo maravilhoso, para poder desfrutar à vontade (bem que já estou a precisar de arejar para outros lados)


Adoro este tempo quente, adoro estar com pouco roupa (como quem diz, claro), adoro passear à noite com aquele tempo agradável, comer gelados e ficar horas na piscina. É mesmo disto que estou a precisar :))

terça-feira, 5 de abril de 2011

Cada dia que passa, tenho mais incertezas, tenho mais ódio, tenho mais raiva de tudo e mais alguma coisa.
Tudo aquilo em que acreditava foi tudo por agua abaixo, tudo aquilo por que lutei, desapareceu num instante.
Parece que levei largos "murros na barriga". Estou cansada, não quero mais lutar, não quero construir mais. Vou deixar as coisas andar e o meu destino logo se vê!!!

domingo, 3 de abril de 2011

CAMPEÕES, CAMPEÕES, NÓS SOMOS CAMPEÕES!!!!

Fomos melhores, fomos roubados, sofremos até ao ultimo minuto, mas saímos vitoriosos :))) Até nos podem desligar as luzes, até podem ligar o sistema de rega, não adianta de nada, porque nós, continuamos com a festa .l.

TÊM MAU PERDER SLB E NÓS COM MUITA PENA:))


Linda esta musica :)

LETRA:
Com você, eu sonhei um lindo sonho de amor...
E nos seus braços fui feliz de mais,
Seguir seus passos já não posso mais...
Vou tentar te esquecer, é grande a minha dor...
Despedaçado está meu coração,
Inevitável minha decisão.
Eu não queria terminar assim,
Querendo ter você,
Você querendo a mim,
Mas temos que parar,
Pra não ficar pior pra mim...

[REFRÃO]
Perdoa por te magoar, amor,
Perdoa por te abandonar, amor,
Por te fazer chorar,
Por te fazer sofrer,
Por ter um outro alguém
Que eu não posso perder.

Perdoa por te magoar, amor,
Perdoa por te abandonar, amor,
Por te fazer chorar,
Por te fazer sofrer,
Mas pode acreditar,
Que ainda amo você.

terça-feira, 29 de março de 2011

Ainda estou para descobrir qual o verdadeiro sentido da vida. Por mais que me esforce, por mais que se esforcem, nunca me sinto preenchida, nunca consigo ser feliz ao ponto que realmente merecemos, os outros nunca chegam a ser o suficiente para mim. Por norma não sou pessimista, gosto de aproveitar cada dia da minha vida, gosto de acreditar que o dia de amanha será melhor que o de hoje, que o de ontem. Talvez não tenha encontrado as pessoas certas, as pessoas que realmente estão ao meu "nível", ou talvez seja eu que não consiga lidar com o mundo (duvido), com as pessoas. Neste momento a vida para mim pouco ou nada serve, não me satisfaz por mais que me esforce, estou numa roda em que não me consigo equilibrar, não consigo pensar, tenho medo de fazer certas escolhas, tenho medo de me arrepender, não consigo escolher... Estou cansada, cansada de me esforçar, não por mim, pelos outros, cansada de mostrar que sou capaz de tudo o que duvidavam, cansada de pensar nos outros, cansada... cansada de viver! Quero paz, quero o meu canto, quero o meu silencio! O silencio, a solidão por vezes é a minha maior "companhia".
Não me contento com uma vida razoavel (atençao, não falo a nivel monetario, NADA DISSO), nao me contento com uma vida satisfatoria. Quero uma vida boa, quero algo que me preencha. Demore o tempo que demorar, sei que encontrarei essa vida :)



quarta-feira, 23 de março de 2011

Dia do Pai

Se podia contar muito sobre nós?
Se podia falar de todos os momentos que passamos juntos?
Se podia lembrar as vezes se me apoiaste?

Poder até podia, mas não era a mesma coisa.
é que entre a vida real e imaginária, vai uma grande diferença.

A verdade, é que se quisesse escrever (no mínimo) numa folha tudo o que tinha para dizer, a caneta bem podia secar de estar tanto tempo à espera.
Foste tão indiferente na minha vida, que se te quisesse chamar alguns nomes, nem eu saberia o que chamar. É que até para se chamar determinados nomes, é preciso motivos para tal e eu contigo, nem isso consigo fazer, porque as nossas vidas não se cruzaram NUNCA, não houve mesmo NADA.

Se alguma vez pensas em mim? Não faço a mínima!
Mas suspeito que se pensas, é porque és obrigado: Ou te lembras de mim em sonhos (quer dizer, pesadelos), ou então é mesmo por teres o meu nome tatuado na mão e quando a vais lavar, levas com o nome na vista.

Por incrível que pareça, não escrevo este texto de revoltada.
Se dissesse que não gostaria de ter tido um pai, estaria a mentir. Mas a vida ensinou-me que não podemos obrigar os outros a amarem-nos, que não podemos amar os outros só porque sim, só porque se é pai, mãe, filho, familiar ou amigo. A vida é assim, cheia de desencontros, cheia de coisas opostas.
Podemos ter o mesmo sangue, mas tu, para mim serás sempre alguém que já não me diz nada. Inconscientemente ou conscientemente acabaste (à muito tempo) com um restinho de esperança que poderia haver para construir o que quer que seja.

À uns tempos vi-te na rua, mas tu não me viste. Estavas diferente, um rosto alterado. Fiquei sem reacção por segundos e disse: "Olha o meu pai, é mesmo o meu pai"
Não fingi que não te vi, mas preferi não ir ter contigo, afastei o corpo para que tu não me visses e quando passaste por mim, olhei-te através do retrovisor.
Depois só pensei: "Paciência, é vida, foste tu que escolheste assim".

Agora não sei nada de ti, não sei se estás vivo ou morto e seja qual for o teu estado, vai-me ser sempre indiferente.
No entanto não te desejo mal, apenas que leves da vida o que mereces!

Onde quer que estejas, fica bem... à tua maneira!


Soraia Silva

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

É dificil...


Existe mais alguma maneira para procurar uma pessoa à qual se desconhece o paradeiro?
Pior ainda, nem se tem a certeza se continua com o mesmo nome!!?

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Anedota - Assim é que se poupa...

Um jovem foi pedir a mão da namorada, ao pai.

Antes do pai dela aceitar disse:

- Primeiro tens que passar num teste. Leva esta maçã e volta amanha.

No dia seguinte diz-lhe o homem:

-Então rapaz, o que fizeste com a maçã?

diz o rapaz:

-Comi-a

-Mal governado! Partias a maçã ao meio, davas metade aos pobres. Da outra metade repartias com a tua família. E fazias um bom licor com a casca! Toma este chouriço e volta amanha.

O rapaz lá foi à vida dele todo chateado.

Volta no dia seguinte e o Homem diz:

-então rapaz, que fizeste ao chouriço?

diz o rapaz:

- Com o fio fiz cordões para os sapatos, com a etiqueta uma medalha para a sua filha. Cortei-o à rodelas, dei aos pobres e à minha família.

Pergunta o pai de seguida:

- Muito bem, e o que fizeste à pele?

Responde o rapaz prontamente:

- Fiz um preservativo, F$di a sua filha e tem aqui o leite para fazer um galão

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Há blogues que me nos fazem inspirar

Tanto me faz se digo o que escrevo ou se escrevo o que digo.

Mesmo com olhos alheios postos em mim
Transbordo palavras escritas e ditas sem fim
Tenho o coração perto da boca
E não me interessa se me acham oca
Os meus exemplos não são para imitar
Mas nos dos outros também não me vou fiar
Posso escrever para os loucos
mas não invejo a sabedoria dos outros

O que deixar hoje por escrever
jamais será recordado quando morrer
se não disser o que escrevi
é porque não senti o que vivi

_______________//_______________

Ainda tenho muito para viver,
apesar de saber que vivemos num mundo cheio de batota
mas todos os dias quero aprender
em como não me deixar pela derrota

até podem não me compreender
mas heide levar sempre a minha avante
porque sei que a minha palavra é a valer
mesmo que não tenha um único acompanhante

se vivesse na contrariedade
punha em causa a minha seriedade

podem construir o que quiserem
mesmo que não me pretendam incluir
pois quanto mais o fizerem
mais eu insisto em fazer-me ouvir

por agora tenho tudo dito
mas espero voltar
inspirar-me neste espacito
que muito fica por falar

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Mãe...

Já viste quando olhares bem à tua volta e perceberes que alcançaste de novo a liberdade?
Se te procurar (mesmo que não me procures tu) e quiser conviver contigo, aos poucos, olharás para mim e o que pensarás?
Fogo, sou tudo aquilo que não criaste e acho que vais sentir essa mágoa quando te aperceberes que estou uma mulher.
Não sei se algum dia sentirei afecto da tua parte, não sei se as coisas serão tão transparentes, sei que o teu lugar no meu coração está vazio, reservado para ti à muitos anos, mas sempre vazio. Gostava de acreditar que um dia darás utilidade a este lugar, que um dia decidirás preenche-lo, "dar vida" a este lugar, que anos a fio esperou por ti, mas não me considero tão ingénua, nem acredito que as coisas mudem de um dia para outro. Quem sabe, dure anos...

Não amo a palavra MÃE (ao contrario de muitos), amo-te a ti. Mesmo não te tendo, amo-te tanto. Não me perguntem porquê, pois nem eu sei... e quem me dera não te amar tanto.

Sei o quanto te amo, mas não sei até que ponto te quero
Sei que penso muito em ti, mas não sei se te recupero
Não sei o quanto gostas de mim, mas sei que nunca me esqueceste
Só sei que me deixaste e num instante desapareceste

Quando quiseres estarei à tua espera, não de braços abertos (pois não sou como uma marioneta, que se mexe quando os outros querem), mas estarei aqui, para te ouvir e tentar perceber os porquês que sempre me acompanharam e não pude esclarecer.


(não era para escrever nenhum post, mas era nisto que estava a pensar agora e por isso senti necessidade de escrever)

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Mais uma pintura...

Aqui deixo, mais um quadro pintado por mim .
Não está excepcional, mas até ficou bonito :)

(

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Não acredito na frase: "vou amar-te para sempre".

Não quero que alguém me diga que me vai amar para sempre/eternamente, pois isso seria muito, muito esse em que não nos dá certezas de nada.
Não se ama eternamente, porque (para mim) o eterno não existe.
Vivemos o presente e pouco mais importa. A vida é feita de contrariedades, imprevistos, mudanças, juras, consequências e a qualquer momento tudo pode mudar.
Eu não sei o que se irá passar amanhã e por isso não devo fazer juras para sempre (sim porque quem diz que vai amar para sempre está a fazer uma jura).
Nós humanos, estamos sempre a errar, à procura do que realmente é melhor para nós. Até ao fim das nossas vidas será sempre assim... sem certezas de nada, sem certezas do que é melhor para nós...
Ora, eu namoro com o R. à quase 5 anos. Ele já teve um relacionamento no passado que durou alguns anos. Mesmo sem me dizer, sei que já fizeram juras de amor (todos os casais apaixonados fazem). Essas juras foram quebradas a partir do momento em que se deixaram de amar.
Tenha acontecido o que quer que seja, de alguma forma já se amaram... e fizeram juras... que não foram compridas.
Os anos passaram por eles e ambos seguiram a sua vida em caminhos diferentes. Encontraram outra vez alguém que amam (seja de que maneira for), que querem partilhar a sua vida a dois.
Agora estou eu ao lado do R. apaixonada, no presente.
Se as juras que ambos fizeram não resultaram, talvez não será comigo que irá resultar.
Como disse, não acredito no eterno e se assim é, não gosto que me façam juras dessa forma.
Sei que vou ama-lo algum tempo, que é com ele que quero passar os meus próximos dias, porque me sinto bem ao lado dele, mas isso é agora, no presente, como também sei que a incerteza da duração desse amor permanece no meu coração.
Não se ama independentemente dos anos em que se está junto, ama-se por cada dia em que se dedicam um ao outro, a intensidade com que o fazem.
O amor pode passar, da mesma forma como apareceu, é preciso trabalha-lo todos os dias.
Sabemos que haverão sempre crises, que a qualquer altura um de nós (ou até mesmo os dois) irão querer acabar com tudo, mas enquanto o amor existir, tudo será mais forte.
Não quero que me amem no futuro, mas sim no presente.

Se um dia tudo acabar terei a certeza que não quebramos nenhuma jura, porque o que sempre pedi, foi que independentemente do que se passar no dia de amanhã, me relembre da melhor forma, dos momentos que passamos juntos, das brincadeiras, gargalhadas, beijos e abraços sentidos, intensos...

Nessa altura o amor terá acabado, não se fizeram juras, mas a promessa de se lembrar dos bons momentos, permanecerá até ao resto das nossas vidas, pois essas ninguém as consegue apaga-las da memória.

Hoje amo-o muito, amanha não terei a certeza, da mesma forma que ele também pode, a qualquer momento deixar de me amar... pode doer, mas estou preparada!
Se acabaram é porque nunca foi o suficiente para nós...

São momentos que nos acontecem na vida e isso acontecerá sempre.
Um amor verdadeiro poderá passar, mas acreditarei que haverá mais amores. Por cada vez que amarmos alguém, não significa que agora amamos mais este do que o passado. Não! Apenas será diferente, nunca mais ou menos.

Recordo que não quero que me ame para sempre, apenas que nunca se esqueça dos momentos bons que nos foram proporcionados.
Se encontrar outra pessoa para amar, (não que vá à procura, óbvio, o amor aparece sem darmos conta) também não esquecerei esses momentos.

Apenas temos a tendência de procurar aquela felicidade, que nos preenche muito mais, mais do que aquele amor que não foi o suficiente e por isso acabou, iremos procurar momentos bons, onde quer que seja... será sempre assim

Enquanto se é feliz e o amor estiver presente dedicaremo-nos sempre a ele, viveremos assim.
E como o amor é incerto, também não podemos jurar que vamos amar alguém para sempre

Podemos sim, prometer que enquanto amar-mos uma pessoa, daremos o nosso melhor.
E pronto esta é a minha opinião


(não sei escrever textos com palavras bonitas, muito menos para impressionar os outros. escrevo o que sinto e o que acho por direito. Se este texto não foi algo que te interessou, então lamento a tua perda de tempo :D)

domingo, 23 de janeiro de 2011

Escolham qual dos temas preferem para o proximo post :)

A) Gostar nao é amar

B) Não acredito na frase "vou amar-te para sempre"

C) A minha ligação com os sonhos

D) Amor e fantasias

E) Os bem vestidos

sábado, 15 de janeiro de 2011

Num mundo "animalesco"

Ora, eu não gosto de animais (quanto mais longe melhor e não me venham dizer que quem não gosta de animais não gosta das pessoas, simplesmente tenho fobia), mas vejo que muita gente se comporta como tal.
O que quero dizer exactamente, é que o nosso país está muito mal servido, seja no ambiente, saúde, cultura, finanças etc etc.
Não tenho por habito falar dos nossos "superiores", de politica, o que quer que seja. Mas a verdade é que a sua superioridade, ainda os torna piores que nós.
Usam e abusam, fazem guerras entre si e quem paga somos nós, brincam ao gato e ao rato, enquanto nos deixam à espera de respostas.
Por isso, tenho o direito de dizer que vivemos quase num mundo animalesco (pois de humanos não é de certeza).
Claro que nenhum deles vai admitir tal comportamento, muito menos achar que seria comportamento de animal...
Falam falam falam e não dizem nem fazem nada...
Por isto me passar ao lado e não gostar de tais animais, já há muito que "ando de olho" naquele cachorito. Ora, é um animal assumido, praticamente anónimo (ou não), que sabe o que diz, só não faz nada porque não pode. Afinal ainda há esperança de gostar de mais animais (mesmo sendo à distancia) :DD
é que este cachorro é mais humano que muitos humanos :P

Bom fim de semana :)

Nota: As imagens utilizadas para a montagem foram tiradas daqui, daqui, daqui, daqui, daqui, daqui, daqui, daqui, daqui, daqui, daqui, daqui daqui, daqui e daqui

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Entre trolhas e saca-rolhas

Ontem estava a ir a pé em direcção a um shopping e como a zona anda em obras, aquilo está cheio de trolhas.
Passo por 3 trolhas e ouço um deles a dizer:
- Vais ver como eu vou virar a paneleiro, vou mesmo. Só tens é que me apresentar o velhote e faço como o outro... pego num saca-rolhas...

Ora, ao ouvir isto, vindo da boa de pessoas que até tinham idade para se saberem comportar em certos aspectos, fez-me mesmo pensar que ou não têm sensibilidade nenhuma com os outros, ou que gostavam que lhes fizessem isso...

Tenha acontecido o que quer que seja, por muita maldade que se faça, ninguém tem o direito de morrer assim (até prova contrario mesmo assim, estou do lado do Renato, pois acho que lhe fizeram mal também).


E agora anda a circular a seguinte mensagem:

"Diz o Carlos Castro para o Renato: Sabes Renato, eu sou como o vinho, quanto mais velho melhor.
Então Renato responde: então espera ai que eu vou buscar o saca-rolhas."

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Renato Seabra & Carlos Castro

Este tema é falado todos os dias, seja na boca do povo, seja nas revistas, seja através da Internet, o que quer que seja e a verdade é que não vou falar muito sobre ele (pelo contrario).


Apenas acho que as pessoas gostam muito de falar sobre o que não sabem. É que não estão presentes e falam como se estivessem. Agora que o Carlos Castro morreu, aparecem amigos e amigos por todo lado a dizerem tão bem do homem (enquanto esteve vivo, muitos deles esqueciam-se de dizer bem).


Ate pode ser verdade, mas até prova contraria, da minha boca nunca me ouvirão julgar o Renato Seabra (nem tinha esse direito), ao contrario de muitos que o fazem.

Para mim, há muita coisa por explicar e dizer apenas que fez isto ou aquilo, não é suficiente.


Que se faça justiça, mas antes disso, que fique esclarecido o que se passou exactamente e não contem apenas o que dá mais jeito.



segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

E mais um ano de vida...

É que não é mesmo fácil viver num mundo destes e quanto mais vivemos, mais certezas temos disso :D

Enquanto não chegava aos 18 anos, a minha ansiedade em tê-los era notória, mas a partir do momento em que os tive, o tempo começou a passar depressa demais, para o meu gosto (somos uns contraditórios).


Quero agradecer a todos os que me deram os parabéns através do facebook, quer me conhecessem quer não. Um beijinho a todos eles :)

E como também gosto muito de mim, aqui deixo um beijinho para mim :D
(opá, eu sei que estou gordinha, mas já estou a tratar de me pôr OUTRA VEZ, na linha :D)

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Frases da semana...

1)Com tanto vento e a chover...
eu: abriga-te no guarda-chuva, ainda cabes aqui!
ele: ....
eu: fogo com tanto vento, ainda ficas é sem cabelo
(já se notam ligeiras falhas)

2)Porque alguém me viu, supostamente acompanhada com um miúdo...
ela: o P diz que te viu, estavas ao tlm, ias com um rapaz novo
eu: é impossível, eu não tenho estado com quase ninguém, muito menos com um miúdo
ela: mas ele viu-te
eu: só se te confundiu a ti com um rapaz, visto que me viu de longe e a única menor com que eu ando é contigo

3) Numa "discussão"...
eu: fogo tu és o 8 ou o 80...
ele: olha sou o 80
eu: Pois, é um numero bem mais redondo, igual a ti!

4) Troca de comentários no Facebook...
ela: "...o cão é muito fofinho como a caty mas não tem semelhanças físicas..."
eu: Não tem semelhanças? se for nas orelhas, pois as dela são pequeninas!

5) A contar-me a conversa...
ela: Olha, a B tem sempre inveja de mim, então ela viu-me com esta roupa e disse-me que eu estava feia, mas eu disse para deixar estar.
Como sou eu que lhe ponho a roupa, disse-lhe...
eu: Para a próxima dizes-lhe que decidiste ser o espelho dela, por isso se ela te chamar outra vez feia, é porque se está a ver ao espelho!

6) por causa das calças...
ela: a B disse-me que eu tinha umas calças que pareciam uma vaca
e porque as calças eram azuis de ganga, já manchadas delas com branco perguntei-lhe
eu: e o que respondeste?
ela: que vaca era ela
eu: para a próxima dizes-lhe que não sabias que as vacas eram azuis.


7) sobre beleza...
ela: eu sou bonita, olha a minha cara laroca
eu: tirando os dentes à castor, sim és
ela: Oh fogo Soraia, não sejas assim, eles não são grandes
eu: ah pois não, foi apenas uma tempestade, talvez um furacão que passou por aí e te entortou os dentes para dentro


8) Quer resposta para tudo...
ela: Oh Soraia, ensinas-me mais respostas para eu dar? é que a D diz que eu tenho resposta para tudo. Até me perguntou quem me ensina a responder a tudo e eu digo que és tu. Ela disse que te ia pedir para lhe ensinares algumas, porque assim se se meterem com ela, ela responde a tudo.
eu: Oh ganha é juízo, não te quero é a dizer disparates, porque eu não te ensino asneiras.
ela: oh achas?
eu: vá, é melhor ficar por aqui...

Sempre fui pessoa de não me calar, queria sempre dar a ultima resposta e sou apontada como tendo resposta para tudo (seja ela boa ou não)...
E esta semana andei assim :DD

Bom fim de semana!!

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Bons amigos são como...

"Bons amigos são como as bochechas do cu: sempre unidas e não há m€rd@ nenhuma que os separe
Bons amigos são como as cuecas: estão sempre connosco
Bons amigos são como os preservativos: estão sempre a proteger-nos
Bons amigos são como os soutiens: estão lá para apoiar
Bons amigos são como o viagra: põe-nos em cima, quando estamos em baixo"

Se têm bons amigos enviem-lhes esta mensagem e fá-los sorrir!!
Afinal é bom ou não é ter amigos? Claro que é... Depois destas comparações ainda fiquei mais convencida disso :DDD


Um feliz resto de semana ;)

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Desabafos do momento...

1- Uma pessoa pobre* também é feliz

2- Se para ser feliz tenho que passar por pobre, então prefiro mesmo ser pobre.

3- Talvez o problema seja meu, ou, talvez não...
Mas se sou recriminada sempre que digo tudo o que penso, então prefiro calar-me, fazer as coisas pela calada e no final achar-me com direito de não ter que justificar nada.

3- Não vivo para o dinheiro, vivo para a família e amigos.

4- Não é no dinheiro que encontro a felicidade, mas sim naqueles que me rodeiam e que eu gosto.


* refiro-me a ter pouquinho

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Monopoly city



Compramos este jogo para nos entretermos no dia de natal. Já o conhecia (e sempre gostei do jogo), mas numa versao mais antiga.
Estou completamente viciada no jogo, sou capaz de estar quase um dia a jogar (é preciso ter alguem que jogue comigo claro)e enquanto alguem nao for à falencia, é sempre a jogar :DD

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

A melhor prenda de natal que me pudeste dar...

Foi dizeres que estavas preparado para fazer os exames que fossem precisos para teres a certeza de que estavas totalmente bom de saúde, para podermos começar a tentar fazer um filho :))

Não quero mais nada, só por isso, já tenho tudo, se tudo correr bem...

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Outro blog...

Ando com a mania que agora me apetece fazer montagens sobre desporto, principalmente de futebol. Por isso decidi criar um blog novo a ver no que dá, uma vez que não quero que este blog esteja a transbordar de futebol.

não sei quanto tempo irá durar o outro blog, provavelmente até vai chegar a uma altura em que vai estar parado, mas enquanto me apetecer trabalharei nele.

os dois primeiros posts são repetidos deste blog. Quis pôr lá as primeiras montagens de futebol.

Quem estiver interessado carregue AQUI



Bom fim de semana a todos :)

terça-feira, 30 de novembro de 2010

FCP - SCP

Na minha opinião, neste jogo, o que fizeram foi: MOCHE AO MOUTINHO!!
O que acho errado, embora o Moutinho tenha dado luta :)


Quanto ao resto, na minha opinião foi um jogo equilibrado
Imagens utilizadas para as montagens, foram tiradas daqui, daqui, daqui, daqui, daqui e daqui

domingo, 21 de novembro de 2010

FCP - SLB

Era para ter feito uma montagem quando o Porto ganhou ao Benfica, mas acabei por não fazer ...
Hoje que não tinha mais nada para fazer, lancei-me ao desafio de fazer uma :)

Aqui deixo o resultado, apesar de não ficar tão bem desta vez... Foi feita hoje (à poucos minutos) e consoante o meu estado de espírito :D

(Devo dizer que o André Villas-Boas e o Hulk são os que mais gosto do Porto :D)
NOTA: Para poder trabalhar na montagem, tive que tirar imagens daqui, daqui, daqui, daqui e daqui

sábado, 20 de novembro de 2010

C: Vês? estava a brincar a dizer Lisbon mas aparece ali (na televisão) assim escrito!
Eu: Pois aparece.

Depois de ler a legenda na TV enquanto dava o telejornal diz a C:

C: Olha, está ali o Obama... Oh, eu pensava que o Obama era aquele com o cabelo branco, mais gordinho.
Eu: Cabelo branco? Quê? Aquele que tem o Cabelo meio amarelado e a barba igual?
C: Sim, é esse. Eu pensava que esse é que era o Obama.
Eu: Não me digas que estás a falar do Abel Xavier!!!
C: É esse mesmo, pensava que era ele.

depois de me rir bastante com a inocência dela, disse-lhe:

Eu: C, eles não têm nada a ver. O Abel, foi jogador de futebol, por isso é que já viste a cara dele nalgum lado...
C: aaahhhhh!!!


A sorte dela é que só tem 11 aninhos :DDD
tá bem que são os dois pretos, mas não se confundem :D

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Não deixem que o trabalho vos torne tão/mais sós.

Às vezes dou por mim a avaliar o comportamento das pessoas, a rotina, os motivos etc.
Tenho chegado a uma conclusão: Quanto mais feliz se é a nível profissional, quanto mais sucesso se tem, mais infeliz se é no que diz respeito à vida pessoal.
O que quero dizer é que muitas pessoas "matam-se" a trabalhar, perdem horas e horas a pensar em trabalho. Quanto mais se pensa em trabalho, menos se pensa nas pessoas que se gosta.
Há sempre justificação de que a vida não está fácil, que é preciso trabalhar, a crise não ajuda, que se não trabalhar, não há dinheiro, ou então diz-se que é para ter um futuro descansado. Isso até pode ser verdade, mas há quem se torne obcecado pelo trabalho.

É bom quando damos o nosso melhor no que realmente gostamos (podem acontecer também darmos no que não gostamos) mas começa a ser imperdoável quando se faz esta troca inconsciente, pela vida pessoal.

horas para tudo: horas para fazermos as nossas necessidades, horas para tomar banho, horas para comer, horas para trabalhar, horas para estarmos com quem gostamos, horas para dormir etc.

Hoje estamos vivos, amanhã já não sabemos.
A vida não é feita só de trabalho, mas sim de descanso e diversão.

Por mais que não interesse, deixo aqui o meu conselho:
Não vivam de trabalho, nem para o trabalho. Quando assim é, começa a ser cansativo viver. O dinheiro pode pagar casa, carro, contas atrasadas, sexo (etc), mas não paga a felicidade, não paga a solidão, não paga o afastamento das pessoas.
O trabalho não é felicidade, é uma necessidade e nós não vivemos apenas de necessidades.
Tentem fazer um equilíbrio das coisas. Não deixem de viver coisas boas, de ter momentos bonitos com quem gostam/amam, não deixem de ir a boas festas (não falo de coisas chiques), não queiram dar motivos para que a outra pessoa tenha duvidas do facto de querer ou não continuar a estar com vocês por mais que se goste, não deixem que o trabalho vos torne tão/mais sós. A vida é feita de escolhas, mas para que vivamos melhor, terá de ser feita de boas escolhas.

Há quem não goste de ouvir "hoje ganhei x dinheiro, já estava mais do que merecido, esforcei-me tanto". Há quem goste de ouvir apenas um "amo-te", "estás linda/o" etc etc




(tentem perceber o motivo de ter posto algumas palavras a amarelo)


Um resto de uma boa semana :)

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Alguém me sabe dizer se dá para ver na pagina em que data criamos o facebook?