quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Não acredito na frase: "vou amar-te para sempre".

Não quero que alguém me diga que me vai amar para sempre/eternamente, pois isso seria muito, muito esse em que não nos dá certezas de nada.
Não se ama eternamente, porque (para mim) o eterno não existe.
Vivemos o presente e pouco mais importa. A vida é feita de contrariedades, imprevistos, mudanças, juras, consequências e a qualquer momento tudo pode mudar.
Eu não sei o que se irá passar amanhã e por isso não devo fazer juras para sempre (sim porque quem diz que vai amar para sempre está a fazer uma jura).
Nós humanos, estamos sempre a errar, à procura do que realmente é melhor para nós. Até ao fim das nossas vidas será sempre assim... sem certezas de nada, sem certezas do que é melhor para nós...
Ora, eu namoro com o R. à quase 5 anos. Ele já teve um relacionamento no passado que durou alguns anos. Mesmo sem me dizer, sei que já fizeram juras de amor (todos os casais apaixonados fazem). Essas juras foram quebradas a partir do momento em que se deixaram de amar.
Tenha acontecido o que quer que seja, de alguma forma já se amaram... e fizeram juras... que não foram compridas.
Os anos passaram por eles e ambos seguiram a sua vida em caminhos diferentes. Encontraram outra vez alguém que amam (seja de que maneira for), que querem partilhar a sua vida a dois.
Agora estou eu ao lado do R. apaixonada, no presente.
Se as juras que ambos fizeram não resultaram, talvez não será comigo que irá resultar.
Como disse, não acredito no eterno e se assim é, não gosto que me façam juras dessa forma.
Sei que vou ama-lo algum tempo, que é com ele que quero passar os meus próximos dias, porque me sinto bem ao lado dele, mas isso é agora, no presente, como também sei que a incerteza da duração desse amor permanece no meu coração.
Não se ama independentemente dos anos em que se está junto, ama-se por cada dia em que se dedicam um ao outro, a intensidade com que o fazem.
O amor pode passar, da mesma forma como apareceu, é preciso trabalha-lo todos os dias.
Sabemos que haverão sempre crises, que a qualquer altura um de nós (ou até mesmo os dois) irão querer acabar com tudo, mas enquanto o amor existir, tudo será mais forte.
Não quero que me amem no futuro, mas sim no presente.

Se um dia tudo acabar terei a certeza que não quebramos nenhuma jura, porque o que sempre pedi, foi que independentemente do que se passar no dia de amanhã, me relembre da melhor forma, dos momentos que passamos juntos, das brincadeiras, gargalhadas, beijos e abraços sentidos, intensos...

Nessa altura o amor terá acabado, não se fizeram juras, mas a promessa de se lembrar dos bons momentos, permanecerá até ao resto das nossas vidas, pois essas ninguém as consegue apaga-las da memória.

Hoje amo-o muito, amanha não terei a certeza, da mesma forma que ele também pode, a qualquer momento deixar de me amar... pode doer, mas estou preparada!
Se acabaram é porque nunca foi o suficiente para nós...

São momentos que nos acontecem na vida e isso acontecerá sempre.
Um amor verdadeiro poderá passar, mas acreditarei que haverá mais amores. Por cada vez que amarmos alguém, não significa que agora amamos mais este do que o passado. Não! Apenas será diferente, nunca mais ou menos.

Recordo que não quero que me ame para sempre, apenas que nunca se esqueça dos momentos bons que nos foram proporcionados.
Se encontrar outra pessoa para amar, (não que vá à procura, óbvio, o amor aparece sem darmos conta) também não esquecerei esses momentos.

Apenas temos a tendência de procurar aquela felicidade, que nos preenche muito mais, mais do que aquele amor que não foi o suficiente e por isso acabou, iremos procurar momentos bons, onde quer que seja... será sempre assim

Enquanto se é feliz e o amor estiver presente dedicaremo-nos sempre a ele, viveremos assim.
E como o amor é incerto, também não podemos jurar que vamos amar alguém para sempre

Podemos sim, prometer que enquanto amar-mos uma pessoa, daremos o nosso melhor.
E pronto esta é a minha opinião


(não sei escrever textos com palavras bonitas, muito menos para impressionar os outros. escrevo o que sinto e o que acho por direito. Se este texto não foi algo que te interessou, então lamento a tua perda de tempo :D)

6 comentários:

Rafeiro Perfumado disse...

O texto é longo, de facto, mas é escrito com sentimento, e é isso que importa. Na minha opinião o que tem probabilidade de acabar é a paixão, se não for devidamente mantida e alimentada. O amor, se verdadeiro, pode bem durar para sempre, ou ainda mais tempo!

Beijoca!

Soraia Silva disse...

Rafeiro Perfumado:

é como já escrevi, não acredito que haja um "sempre" ou "eterno", pois isso é muito e o muito é o infinito.

No caso de alguém que ama outra pessoa, qual é a diferença entre amor e paixao? se a paixao acaba, o amor tambem.

beijinho

S* disse...

Quando amamos alguém, achamos sempre para sempre. Quero que, quem estiver ao meu lado, acredite profundamente nisso.

Soraia Silva disse...

S*

por não acreditar que se ame para sempre, nao significa que nao ame da mesma forma o meu namorado. Amo-o muito e sei que ele tambem me ama. Tambem sei que iremos fazer com que dure o maximo tempo, juntos...

Caia disse...

Acho triste pensar dessa forma... gosto de acreditar que amo para sempre e se por alguma razão isso não acontecer, foi o que senti neste momento!

llq disse...

pretty good post. I lawful stumbled upon your blog and wanted to command that I get really enjoyed reading your blog posts. Any condition I’ ll be subscribing to your maintain and I hope you despatch again soon vintage wedding dresses.