segunda-feira, 8 de junho de 2009

A minha vontade era escrever
Mas não sabia o que dizer
Queria algo divertido
Sem que fosse algo repetido

Fui ao google pesquisar
Um motivo para postar
"Coisas engraçadas" escrevi
mas não encontrei o que pressenti

E PORQUÊ???


Esta imagem apareceu
Logo na primeira pagina que acedeu
"Havaianas" foi o nome que lhe deram
Mas não pensaram no ridículo quando esse titulo lhe forneceram

Há quem se ria com a pobreza dos outros
Há quem brinque com essa infelicidade
Há quem goze que nem uns loucos
Há quem tenha tanta infantilidade...

(escrito por mim)

24 comentários:

Marisa disse...

Pois....
Realmente... :s
Jinhus

CybeRider disse...

Que pena que quando queremos
Do mundo rir das piadas
Nos surjam entre o que lemos
As dores por tantos guardadas.

Mas a tua intenção que era boa
Não nos deu para rir, a nós
Em vez de tolos à toa
Juntamo-nos à tua voz

Embora entristeça a mente
E nos doa no coração
É a dor que a gente sente
Que nos torna a vida em razão.

Beijinho

Soraia Silva disse...

Marisa:

enfim...
ha remedios que nao existem para determinadas pessoas...

A nao ser a morte (porque a isso ninguem foge)

beijinho

Soraia Silva disse...

CybeRider:

acabei por postar o contrario
sem que fosse essa a minha intençao,
mas isto foi mais forte
do que deixar passar em vao...

entristece qualquer pessoa
desde que essa tenha coraçao
sabemos que isso magoa
mas contra isso, todos juntos fazemos uma naçao

beijinho :)

DANTE disse...

Rir é uma coisa , ser insensivel ás questões é que já é outra história :{

Beijo :)

Soraia Silva disse...

DANTE:

Eu falo do riso de gozo quanto à sensibilidade de determinados assuntos...

e como se costuma dizer:
"nao te rias do vizinho que o teu mal vem a caminho" (pode vir)...


beijo :)

escarlate.due disse...

imbecilidade
também rima

Ricardo disse...

Seria realmente muito engraçado, se essa foto não estivesse associada à pobreza...

Enfim...

Beeeiiiijo

Patrícia disse...

lol

Beijinhos

Green Eyes disse...

por vezes "a rir" também dizemos grandes verdades ;)

e sinceramente nunca achei piada a esta foto, muito pelo contrário deprime-me, mas há quem ache :{

beijinho

Lídia Borges disse...

Já conhecia a foto... Também já conheçia a insensibilidade de alguns. Felizmente que há os outros!!!

Um beijo

Soraia Silva disse...

escarlate.due :

nao podia estar mais de acordo

beijinho

Soraia Silva disse...

Ricardo :

Pois, mas infelizmente está e por mais que qualquer um repare, para alguns é indiferente :S

beeeiijjjoo

Soraia Silva disse...

Green Eyes :

claro que sim, mas há momentos em que o riso é desnecessario :P


acontece o mesmo comigo... é triste :S

beijinho :)

Soraia Silva disse...

Lídia Borges :

Por acaso tambem ja a conhecia, mas desta vez nao consegui deixar passar em vao :S

Felizmente nem todos somos iguais :)

beijo :)

Swadharma disse...

É nestas alturas que se percebe o crime que é comprar o Ronaldo por 95 milhoes e ainda lhe dar 25 mil euros por dia!

CG disse...

É verdade. Gozar com a tristeza dos outros é motivo de riso para muitas pessoas...
Big Kisses

Soraia Silva disse...

Swadharma:

Para te ser muito sincera, esse assunto até ja me mete nojo...

e nao percebo porque é que para muitos à muito dinheiro, e arranja-se de um dia para o outro, e para outros, nem ve-lo...

enfim

(julgam-se tao solitarios, que até se nota nao haja duvida)

beijo :)

Soraia Silva disse...

CG :

parece que infelizmente é mesmo assim (o que me mete nojo):S

beijinho :)

Nirvana disse...

Vi esta imagem a 1ª vez num e-mail que me enviaram. Juntamente com essa, vinham imensas outras imagens que mostravam a diferença entre o ter e o não ter. Triste, mas dolorosamente real. Ao contrário do que habitualmente faço com estes e-mails, não o eliminei. Não comparava a riqueza extrema com a pobreza extrema. Comparava situações normais, como o ter que comer, ir à escola...
Situações que nós temos como tão certas, tão banais, que nem ligamos. E as crianças muito menos. Mostrei-o há dias ao meu filho, depois de ele fazer uma birra monumental por eu não lhe dar um jogo para a PSP. Apesar de ele só ter 8 anos, compreendeu. Compreendeu que era um previlegiado, não por ser muito rico, mas por ter o que é suposto as crianças terem: um lar, comida, oportunidade de estudar, uma vida minimamente decente.
Rir com a pobreza dos outros, é uma tremenda demonstração de egoísmo e pobreza de espírito.
Enfim, são os contrastes do mundo, nem sempre justo.
Bjks e bom fim de semana

Soraia Silva disse...

Nirvana:

Quando disseste que a mostraste ao teu filho, fizeste-me lembrar eu, numa situaçao...
A pequena daqui da casa (por vezes), tem a mania que é esquisita (sem lhe darmos motivos para tal).
Um dia mostrei-lhe um video do youtube, onde mostrava tal pobreza, meninos com "cara de fome", meninos onde se vê a infelicidade APENAS no olhar, meninos sujos, meninos que nao têm sequer uma camisola em condiçoes para vestir (etc).
Notei que lhe meteu impressao, por isso a unica coisa que disse foi:
"Dá valor ao que tens, dá graças a Deus, porque nunca sabes se um dia poderás estar no lugar de um destes meninos..."

Agora, mesmo que nao goste de alguma coisa nao é capaz de o dizer (porque afinal so lhe damos o que é saudavel)
Agora, quando quer uma coisa e percebe que nao é boa altura para se dar, ja pouco pede (nao podemos esquecer que sao crianças e pedir está no crescimento deles)...


beijinho e bom fim de semana :)

Nirvana disse...

Tens toda a razão, são crianças. Mas às vezes vejo coisas que me irritam profundamente. Criancinhas mimadas até mais não, que não dão valor a nada. E não falo de crianças de 4,5 anos. Falo de crianças de 8,9 anos. Nestas idades já entendem. Talvez por eu, em criança, apesar de muito, muito carinho, não ter tido muita coisa em termos materiais, suporte ainda menos isso. Apesar de ter pouco, era uma criança feliz. Hoje, vejo esses meninos, e nunca estão satisfeitos com nada. Recuso-me a educar o meu filho assim. Era mais fácil ter-lhe dado o jogo. Não me chateava. Mas não pode ser assim. É por estas e por outras parecidas que ele me perguntou porque eu não era uma mãe normal. Eu acho que sou. Hoje ele pode ter. E amanhã? Além disso, o que querer quando já se "tem" tudo. Por exemplo, ele acha que lhe devia dar uma prenda quando tem boas notas, porque os coleguinhas dele têm. Eu não acho. Encho-o de elogios, fico orgulhosa até mais não, mas não lhe dou prendas por isso. Porque acho que ele deve ficar feliz por ter conseguido tirar boa nota, feliz com ele, com o trabalho que fez. Fazer isso por ele. E é difícil explicar isto a um miúdo de 8 anos. Agora, acho que ele começa a entender.
Claro que também lhe dou prendas e brinquedos, mas com moderação.
Acho que a nossa função é educá-los, prepará-los para o futuro, que pode ser bem incerto.Desculpa este desabafo, mas às vezes fico em dúvida se estou a agir correctamente ou se realmente não estou a ser normal. Mas eu acho que estou.
Bjks

Soraia Silva disse...

Nirvana:

apesar de eu ser nova, vivo com o meu homem (mais que tudo) e com a filha dele que ja tem 10 anos (foi pai cedo ele :P)

e digo-te...
nunca mudes essa forma de educar, nunca o enchas com coisas desnecessarias, nao lhe enchas de prendas por tudo e por nada.

Nao eras uma mae normal se fizesses o contrario daquilo que fazes agora.

há maes que iludem os filhos, que lhes dao tudo o que eles querem para evitar as birras deles, que muitas vezes nem elas sabem onde irao buscar o dinheiro para tudo isso, e se for preciso deixam de ter elas, para poder dar tudo (o desnecessario)o que eles querem...

eu prefiro dizer um nao, e ouvi-la refilar por nao ter, do que dar-lhe a troco de algo...

um dia isso pode acabar, deixamos de lhes "satisfazer", passamos a ser inuteis porque ja nao temos nada que eles precisem, dao-nos um chuto e depois perguntamos:
- onde erramos?

pois é, erra-se na educaçao

quanto às notas, eu faço percebe-la sempre que é uma obrigaçao dela, estudar e tirar boas notas. que ficamos contentes, mas é o minimo que ela pode fazer...

eu prefiro dar de vez enquando, uma lembrança, brinquedo ou assim, quando menos conta. isso tem mais valor, do que dar-se à toa...

talvez nao seja a pessoa indicada para te falar disso, mas tudo isto é o que...

nao receies o facto de ele achar que nao lhe das o que as outras maes dao aos seus, nao receies dares uma educaçao diferente à das outras...

um dia ele perceberá, e futuramente possa a ser que ele ache que tudo o que fizeste foi o melhor, reconhecerá.
Talvez orgulhosamente verás nele , um Homem cheio de caracter, com os mesmos valores, um Homem que teve um boa educaçao...
e pensarás:
custou-lhe as entraves, mas valeu a pena, hoje é im homem!!!

caso nao o for, é porque nao gostou de ninguem, apenas do material, mas aí, nao fomos nós que erramos, foram eles que quiseram seguir outros caminhos, talvez os mais faceis...

portanto...
nunca te arrependas da educaçao que lhe dás, hades ouvir muitas resmunguices, mas valerá a pena :)

beijinho

Soraia Silva disse...

Nirvana:

ps: nao nos podemos esquecer que, o facto de nao darmos tudo o que as outras dao, nao nos tornamos inferiores, apenas mulheres de principios :)


beijinho