segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Enquanto pequena….
* Lembro-me de contar os anos que faltavam para chegar aos 18 anos
* Lembro-me de querer ser professora de educação física quando fosse grande
* Lembro-me de querer ser independente quando fosse grande
* Lembro-me de desistir da ideia de ser professora se ed. Física porque tinha que estudar muito
* Lembro-me de querer ser professora de primaria
* Lembro-me de querer ter um dia aquilo que não pude ter enquanto criança
* Lembro-me de dizer que aos 18 anos sairia de casa, casaria aos 23 e teria filhos!

Enquanto adulta
* Lembro-me de chorar em frente ao espelho depois se me cortarem o cabelo
* Lembro-me de rir enquanto molhávamos as cabeças com a agua que escorria das pedras
* Lembro-me de brincar às professoras
* Lembro-me de jogar futebol
* Lembro-me quando lhe dizia na escola para tirar as meias porque eram minhas e eu não lhe emprestava, vendo-a “aflita” de vergonha e eu a rir-me na brincadeira
* Lembro-me das brincadeiras da escola
* Lembro-me que afinal era uma criança feliz apesar de alguns contratempos!


Quis ser grande muito depressa e agora que o sou, já não consigo ser criança outra vez!

(podia dizer muito, talvez o texto poderia ser composto de outra maneira, mas acho que apesar de ser a forma mais simples, consegui transmitir a minha mensagem… )

16 comentários:

S* disse...

A vida segue o seu ritmo... e desde que sejas feliz... :)

Otário disse...

exacto,
mudam-se os tempos,
mudam-se as vontades.

a felicidade é bom que se mantenha.

CybeRider disse...

Soraia Silva: "Ai o que eu não dava para, por momentos, ser bebé outra vez."

Já me tinhas dito!!! :))))

Beijinho!

Soraia Silva disse...

S* :

claro que sim, felicidade acima de tudo :)

beijinho

Soraia Silva disse...

Otário:

pode tudo mudar, desde que nao se mudem os verdadeiros amigos e a felicidade :P

beijinho

Soraia Silva disse...

CybeRider:

Recordei hoje que tinhas esse frase no teu blog :)
mas lá está, o blog serve para os nossos desabafos mesmo que repetidos...

beijinho :)

* Лαяiα disse...

A vida é assim mesmo!!

Beijinhus*

marco disse...

lembrei me agora que tenho que ir ao wc....tou á rasca.lol

Soraia Silva disse...

* Лαяiα :

se nao o fosse, perderia todo o seu interesse...

beijinho :)

Soraia Silva disse...

marco :

força...
quem sou eu para te impedir :P

Soraia Silva disse...

* Лαяiα :

ja nao é a primeira, nem a segunda ou a terceira (nem será a ultima) que tento comentar no teu blog e nao consigo...
pede para selecionar um perfil, mas nenhum deles (coloco sempre o do google !!??) me dá resposta :s

CybeRider disse...

Tinha?... Tenho! E hei-de ter, enquanto me deixares tê-la!

Cada vez que olho para ali lembro-me da força de vida com que andas por aqui.

E é um bom incentivo!

Beijinho!

Soraia Silva disse...

CybeRider:

Oh Rapaz, por mim entao hades te-la sempre no teu cantinho :)
nao por ser uma frase minha, mas por ser algo que te pode ser util (na consciencia) :)

beijinho :)

Nirvana disse...

As coisas que nos dá para lembrar de vez em quando, não é?
Também me lembro de como queria ter 18 anos! Grande coisa, disse depois!!
A roda do tempo só anda para a frente. Daí termos de aproveitar cada minuto, porque ele não volta. Aí, podemos recordar com saudade, com um sorriso nos lábios. Momentos bem vividos. Sonhos que se concretizaram, sonhos que mudaram, sonhos que se desmoronaram. Vida que vivemos. Vida que iremos viver, e mais tarde recordaremos também. No fundo, a nossa vida resume-se a isso. Somos nós, e cada momento destes é uma parte de nós.

Beijinhos, Soraia

Soraia Silva disse...

Nirvana :

é verdade, damos por nós a pensar em coisas que há uns tempos nao pensariamos...
de facto temos que aproveitar bem cada hora, minuto ou segundo, porque como tu dizes e bem, a roda da vida so anda para a frente :)
mas ficam as recordaçoes que é muito bom:)

beijoca :)

Su* disse...

Ola:)

Parabéns pelo Blogue. Quando vi a tua descrição pensei Só se podia chamar, tal como eu, soraia. As soraias são assim:) e também gostam de crescer depressa e são, pelo menos eu sou, muito impacientes.

Um beijinho