terça-feira, 30 de junho de 2009

Os meus interesses por canais de televisão, derivam consoante o meu estado de espírito. A verdade é que não dispenso de uma única (a menos que comecem a empatar muito a historia, como acontece varias vezes) novelita (da tvi), algumas series (contacto, casos arquivados, CSI etc) e uns bons filmes…
Estes dias, à noite (é raro adormecer antes da 1h da manhã) estava eu a percorrer os canais, quando dei por um em que estava a falar da prisão de Abu ghraib.
Ora bem, não costuma ser um assunto em que eu pare para o ver, para entender, mas este conseguiu com que assim fosse.
Após uns minutos, percebi o que se passava (ou passou) nessa prisão…
Eu já tinha ouvido qualquer coisa de uma mulher que tirou fotografias, mas quando me passou de relance, nem prestei sequer atenção…


Ouvi esta GAJA a dizer que as fotografias que tirava, eram apenas fotografias, não revelavam qualquer sentimento pela "vitima", eram apenas fotografias, à qual gostava sempre de andar com a maquina a tirar...
Como deve ser do vosso conhecimento, nesta prisão, havia de tudo e mais alguma coisa, eram dias e dias de torturas (quem fala de tortura, fala de muitos outros actos para alem da pancadaria) para com os prisioneiros:



Qual é a merda de mulher ou homem que se depara numa situação destas, lhes é indiferente, e ainda gozam, e abusam dos outros, parecendo eles uns bonecos?
A verdade é que muitos estão presos porque fizeram alguma coisa de grave, outros estão por pura injustiça.
Se a justiça, assim decidir, em casos extremos (falo principalmente no estrangeiro) serão julgados à morte, mas enquanto isso estão à espera da sua hora...
Não quero muito Adiantar-me neste assunto, mas pergunto-me:
- mas que raio de guarda, soldado, ou lá como quiserem chamar, tem o direito de andar a gozar com os prisioneiros, fazendo-lhes a "breca", até não poderem mais? com que direito? já não lhes basta estarem enfiados num "buraco", sem qualquer liberdade? sabendo já o que o futuro lhes reserva?

Depois quando isto é tudo revelado, descoberto, vêm esses tais guardas, lamentarem-se, porque estão arrependidos, ou porque eram pressionados etc etc...
mas querem "comer o caco" a quem?
(agora sim, era bem feito se um dia passassem pelo mesmo que os prisioneiros passam e isto é viável tanto para os estabelecimentos estrangeiros como portugueses...)
Tarados do cara***

18 comentários:

CybeRider disse...

Isso é no que dá quando alguns pensam que podem fazer o que lhes dá na real gana, sem olharem a normas nem deveres.

Há uma coisa que se chama Convenção de Genebra... Não está a ser cumprida nessas fotos.

Se todos os seres humanos fossem, "humanos", não era necessário existirem convenções. Mas quem é que pode obrigar alguém a ser aquilo que não quer (ou não sabe) ser? Nem a cadeia!

É que não o fazem por direito. Fazem-no por prazer. Que não está certo? Ah, pois não!

Estejam os prisioneiros nessa condição pelo que quer que seja, não somos nós que devemos julgá-los, porque se formos alguém poderá um dia julgar-nos a nós, como acontece com este teu exemplo, que (afinal) estamos a julgar...

E a quem passas tu carta branca para o tratamento digno de outro ser humano?

Pensa que tinhas a chance de estar numa posição de poder dentro de uma cadeia face a criminosos que tinham assassinado o teu melhor amigo... Conseguirias manter a imparcialidade?

Bom tema Soraia!

Beijinho!

Soraia Silva disse...

CybeRider:

prefiro começar pelo fim do teu comentario...

saberia lidar com a situaçao enquanto estivesse lá dentro...
como era obvio, a minha vontade era de o fazer desaparecer para sempre, afinal tinha tirado uma parte de mim...
mas nao o faria lá dentro, esperava pela hora certa,lá fora, e aí sim, fazia as coisas pelas minhas proprias maos.
mas aí, ele ja tinha maneira como se defender, outros meios para reagir à minha "vingança", ja estaria prevenido...
ou entao desaparecia da minha vista para sempre por opçao dele sem que eu podesse reagir...
caso nao essa pessoa nunca mais saisse da prisao, daria como uma parte paga, a outra é que chegasse rapidamente a sua morte, um avez que a tirou a alguem que me era bastante chegada...

eu nao condeno ninguem, nao condeno aqueles que nao me fizeram mal, apenas dou a minha opiniao, e fico-me pela minha reacçao.

eu falei, porque provavelmente estes guardas nao lhes eram nada, apenas aproveitavam-se do poder que tinham, o que é uma autentica cobardia...

se por acaso algum dia, alguma das minhas atitudes afectassem outra pessoa, aceitaria tal raiva, tal despreso, mas lá está, condenar nao...

carta branca, so poderá ter qualquer juíz, por poder, e as proprias pessoas que acabam por serem vitimas, afectadas por algum acto condenavel...

beijinho

rouxinol de Bernardim disse...

Pensar assim só dignifica. Os direitos humanos são para todos e não para alguns!

Gostei.

Gemini disse...

Os guardas, supostamente, deveriam ter preparação/formação para desempenhar a sua função com 'imparcialidade'.

De tempos a tempos, deverão ser (e serão, eventualmente) sujeitos a exames, para se avaliar a sua condição psicológica.

Mas quem examina os "examinadores"?
Estarão eles em sanidade perfeita, para avaliar estes "guardas"?... Pois..

Algures nestes meandros, "perde-se" qualquer coisa... Um não sei "quê", que não sei "quem", não soube "como"...

Beijinho

Soraia Silva disse...

rouxinol de Bernardim:

se todos pensassem assim, talvez o país seria bem melhor (o nosso e muitos outros)

beijinho :)

Soraia Silva disse...

Gemini:

provavelmente se nao a tivessem, ou se por acaso achassem que nao a tinham, muitos deles nao estariam a exercer essa profissao.

as pessoas nem sempre demonstram a pessoa que realmente sao...
e assim abusam do poder que tem sem o conhecimento de tal acto...
mas quando se vem a saber, ja é tarde e eles ficam-se a rir...

beijinho :)

Rafeiro Perfumado disse...

Apenas fotografias, o pormenor de serem homens era isso mesmo, um pormenor. Esta merecia ser sodomizada por um elefante picado por uma abelha no instrumento!

Soraia Silva disse...

Rafeiro Perfumado:


Ora nem mais...
e bastava saber se até isso chegava...
é que há malucos para tudo, quem sabe nao gostasse...

ou entao talvez a fizesse mesmo engolir todas as palavras bem lá para o fundo...

beijinho

Kalonzinha♥ disse...

lolol eu nao ligo mto a isso

Soraia Silva disse...

Kalonzinha♥ :

é por nao ligarmos a muita coisa, que Às vezes somos vitimas da ignorancia (sem ofensas claro)

beijo :)

Carla disse...

Adoro casos arquivados :b

Possa a primeira vez que vi algumas das imagens (foi no dn) fiquei imenso tempo chocada a olhar para elas e a pensar... Como é que alguém é capaz de torturas desta!!! Possa mas estamos no sec XXI ou não?? :/

ergela disse...

Cono está o Porto? Espero muito em breve fazer uma viagem de trabalho a essa bela cidade.

:)beijos.

Soraia Silva disse...

Carla_:

entao ja somos duas a gostar do mesmo (quer dizer,nós e mais nao sei quantas pessoas :P)

quando uma pessoa tem prazer em determinadas coisas, quanto mais nao seja para afectar, nao olham a meios... fazem e pronto...
enfim

beijo :)

Soraia Silva disse...

ergela:

julgo estar no sitio :P
quanto ao tempo, nao podia estar melhor :)

BELA... e com todas as letras :)

beijinho :)

Xana disse...

Também vi essa frieza no seu olhar e fala , me arrepiou! Realmente o ser humano sabe mesmo ser cruel, rasca e desumano...sem ponta de problema de consciencia, isso me assusta muito!
Quantos desses andarão por aí? Quantos desses já demos um aperto de mão? Quantos desses podemos ter na nossa vida?

beijo e bom domingo

S* disse...

Vi um documentario sobre estes episódios e pela primeira vez senti ódio por alguem. Nojentos.

Soraia Silva disse...

Xana :

isso nunca saberemos...
sao tantos que nem damos por isso.
A verdade é que nem sempre mostram aquilo que sao.

O mundo é mesmo assim, com gente cruel, desumana mesmo, fazendo qualquer coisa sem pensar no proximo. enfim

beijo

Soraia Silva disse...

S* :

a mim meteu-me nojo e so pensava o quanto desejava que ambos passassem pelo mesmo que esses prisioneiros passaram.

beijo