terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Uma pequena conversa

Após ter ido fazer as minhas compras, passo por duas senhoras, às quais me querem dar um papel… Olhei rapidamente para a imagem do papel e perguntei:
- É sobre Deus?? - Como me saí com aquela pergunta de repente elas não entenderam. Então perguntei se o que estava escrito no papel falava de Deus. Elas sorriram e disseram que sim. Não era muito a minha vontade tirar-lhes o sorriso da face, mas disse:
- Desculpe, mas eu não ligo a isso, para alem de não acreditar em Deus.
Elas apenas me disseram:
- Olhe à sua volta, o que vê? Olhe o céu tão azul, olhe a beleza das flores, como acha que tudo isso apareceu? Que bom é o sabor da fruta…É a natureza de Deus…
Disse-lhes que Deus não existia, porque ninguém aparece do nada e ele nem identificação tinha, porque se dizem que fomos criados por Deus, quem criou então Deus? Pedi desculpa dizendo que não acreditava.
Continuando a dizer que parte dessa obra é do homem, que cultiva, que constrói.
Elas disseram que isso era o único mistério da vida, que Deus não foi criado, mas é criador. Quando elas falaram na fruta, do sabor e que é obra de Deus então pensei: as pessoas escolhem a qualidade de fruta, porque sabem que há vários tipos de fruta (por ex a banana ou a maçã) com melhores sabores que outras…. Chego à conclusão que se fosse obra de Deus, não diferenciava umas das outras… mas acabei por não lhes dizer o meu pensamento
De seguida disseram-me:
- Sabe que quando morremos, ficamos em pó, Deus tira-nos este sofrimento e um dia mais tarde, torna-nos a meter neste mundo, exactamente com o mesmo corpinho. Acha que viemos ao mundo do nada e para nada?
Ouvindo essas palavras resolvi continuar com as minhas ideias dizendo que acreditava que era estranho virmos ao mundo, para darmos tudo de nós e até mesmo sofrermos para depois morrermos, que por isso acreditava que ao morrermos, a nossa alma renasce noutra pessoa, que um dia nascerá, mas não com o mesmo corpo…
Fez-me confusão abordar esse assunto com as senhoras, pois por vezes querem-nos meter ideias das quais jamais teremos as mesmas… Pedi desculpa às senhoras dizendo que respeito as pessoas que acreditam em Deus, mas que me tinha que ir embora…
Elas sorriram e disseram que tinha sido bom falar comigo (retribuindo-lhes eu também um sorriso).

Relembrando quando dizem que Deus é o todo poderoso , penso:
Se Deus é todo poderoso porque entao nos faz sofrer se dizem que é bondoso? Porque quanto mais nos esforçamos na vida, mais azares temos?

enfim.. apenas ideias...

Achei por bem fazer um post, para que o blog não se torne tão pequeno e sem actualizações, por isso decidi contar algo que ocorreu no meu dia (neste caso manha lol).

Deixei um pouco da minha opinião, mas respeito a quem fizer os comentários, que discordem das minhas ideias :)

14 comentários:

escarlate.due disse...

gostei dessa ressalva aí ao fundo "mas respeito a quem fizer os comentários, que discordem das minhas ideias"

é isso mesmo. para mim há temas cujo lema é cada um na sua, não há o que concordar ou discordar e religião é um deles.

no meu caso, acredito em mim que já é bem bom. não me interessa muito quem criou o mundo ou como ele surgiu, preocupa-me muito mais a situação em que se encontra.

abordagens dessas no meio da rua (ou na campainha da minha porta) é que me irritam um pouco, não é local nem hora certa para se discutirem as convicções de cada um.
quanto a lavagens cerebrais... essas dispenso mesmo!!



beijinho

Soraia disse...

escarlate.due:

Tenho a mesma opiniao que tu, no que diz respeito à situaçao em que se encontra o mundo, porque afinal somos nós que a vivemos...

Quanto à religiao... não vale a pena mesmo concordar ou discordar, porque seria uma conversa sem fim à vista e acabava por se tornar mesmo chata...
Apenas cada um dá a sua opiniao :)

Beijo :)

Cruztáceo disse...

È ver para crer como São tomé, ja fiz a minha dissertação sobre esse assunto, é divertido até. Ali mais atrás...algures no meu espaço...

Soraia disse...

Cruztáceo:

Exactamente, ver para crer... embora seja um assunto à qual nao perco tempo para aprofundar....

beijo

Ricardo disse...

Pois, como diz a Escarlate...São casos, em que opiniões respeitam-see não se discutem! :)

Beeeiiijjjooo

Soraia disse...

Ricardo:

Exactamente... Estava com receio que viesses para aqui bonmbardear o assunto lol

beeeiiijjjooo :)

Conde disse...

Eu estou como tu mas cada ves mais acutilante,mais azedo,mas agressivo até.Para mim um dos maiores males do mundo,senão o maior,são as religiões...todas!.Em nome de Deus já se fez de tudo.Até a Sarah palin disse "eu ouvi" que uma guerra contra o Irão era uma guerra apoiada por Deus!!!!.Vou-me conter e não dizer mais nada....

P.S.-vi num blogue..."vermelho" um video de 2 horas bastante instrutivo,mas não caio nestas coisas á primeira,terei que saber mais opiniões independentes...vai ver.

Soraia disse...

Conde:

Faz-se e diz-se muitas coisas por amor a Deus (segundo dizem)...
Alguem que acha que pecou e como recompensa a Deus, passam um ou outro dia sem comer, castigam-se a si mesmo para terem o perdao de Deus....
mas no final, nao se vê nenhuma modificaçao.
eu cá nao me castigo por algo que tenha pecado (sim porque todos pecam).

quanto a este assunto, jamais muderei de ideias...acredito na sorte, nao em Deus..

beijo

Conde disse...

Seria muito mais vantajoso para a humanidade se a religião de cada um fosse a sua consciencia,antes que acabe!.
Obrigado pelo carinho e se gostas-te volta ,eu farei o mesmo.Interessa-me a prespetiva do mundo de uma menina aos 19 anos.

Lize disse...

Eu concordo contigo, e não te sei bem responder às perguntas que fizeste sobre o sofrimento e coisas que tais. Para isso alguém que seja religioso (e depende da religião) é que te poderá dizer quais as respostas. Eu, cada vez sou menos crente.


Beijocas

Soraia disse...

Conde:

A consciencia das pessoas cada vez é menos (sem querer ofender ninguem), pois olhamos à nossa volta e vemos em que mundo estamos... vai desde os partidos à populaçao...
enfim...

beijo :)

Soraia disse...

Lize:

Há certas coisas que nao têm explicaçao, e o sofrimento (em muitas situaçoes) é uma delas...
Talvez nem os mais religiosos sabem responder, pois ninguem passa sem o sofrimento e essas pessoas estao incluidas e como tal nao gostam de sofrer, por isso nao devem ter resposta...

beijo :)

najla disse...

Relativamente às crenças de cada um, por norma nunca meto muita lenha para a fogueira. E isto porquê? Apenas porque apesar de acreditar em algo superior, coloco muitas dúvidas quanto ao ser superior que por vezes as diversas religiões nos tentam incutir.

Agora, ser abordada na rua, nem é tão mau que podemos "fugir". O problema é quando num domingo, às 9h00, depois de apenas ter dormido ainda 2 horas, entram-nos literalmente porta dentro e a tentarem-me convencer e seguir algo que eu não quero e muito menos procurei. Isso a mim é que me deixa completamente piursa!!!!
Beijinhos e força para o teu blog.

Soraia disse...

najla:

Na minha opiniao qualquer religiao tenta transmitir consoante a forma e o grau que acreditam...
Quanto a tentarem convencer as pessoas, quando estas nao querem ou procuram, é de facto alguem que nao se satisfaz com as ideias dos que têm meste e ideias contrarias Às suas (religiosos)...
enfim... faz-se de tudo só para se tentar mudar ideias...
Eu cá tenho as minhas ideias fixas...

beijinho e obrigada pela força :)